quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Nem a neve nos pára!

Parecia Tóquio de 1987! Tanta, mas tanta neve! Relvado completamente branco e inicialmente, dava mesmo a ideia que iria ser um daqueles jogos em que não ia dar para jogar futebol, onde o mais forte fisicamente poderia superiorizar-se. Puro (como a neve) engano! Até debaixo de um nevão incrível, fomos brilhantes! Estar a perder e virar o jogo naquelas condições foi absolutamente fantástico! Ai que eu não sei onde este Porto vai parar...

A única equipa imbatível na Europa, tinha um estatuto a defender. À partida e com as contas do grupo quase feitas, até parecia que não perder já seria bom... depois de ver as condições climatéricas, parecia mesmo um excelente resultado, mas depois de estar a perder, empatar seria perfeito!! Mas este Porto é insaciável e quer sempre mais e mais! Não consegue controlar a ânsia de vencer...

Foram 3 as alterações que AVB promoveu no 11, que bem podiam ter sido 4, não fosse Beto lesionar-se no aquecimento. Jogaram Otamendi, Fucile e R.Micael nos lugares de Maicon, A.Pereira e Belluschi. Logo aos 15min, foi Fernando que se lesionou e entrou Guarin... e que bem que ele entrou! Com ele o Porto subiu...

Inicialmente, o jogo foi dividido e muito "jogado" a meio campo. O Porto estava em fase de adaptação às condições porque nenhum jogador tinha ainda experimentado jogar sobre um manto de neve. As primeiras oportunidades foram nossas, mas foi do Rapid a mais perigosa, com Helton e o poste a desviarem. Depois o 1º aviso de Falcao, de cabeça para grande defesa do guarda-redes. Mas foi já nos 5 minutos finais que sofremos o golo, no qual Otamendi desviou a bola das mãos de Helton que estava atrás de si pronto para agarra-la e quem aproveitou foi o avançado que se antecipou a Fucile e rematou para a baliza deserta.
O Porto tocou a reunir e continuou a pressionar e pouco depois Varela teve nos pés a igualdade, que só surgiu no último minuto por Falcao que aproveitou bem um erro do defesa, isolou-se e não desperdiçou.

Para a segunda parte outra alteração, ficou Varela no balneário e entrava Ukra. A equipa apresentou-se com a mesma atitude com que tinha terminado a 1ª parte e não permitiu grandes oportunidades aos austríacos, que só de bola parada ameaçaram Helton. Com a entrada de Belluschi a equipa cresceu e foi Moutinho que permitiu a Rolando uma grande oportunidade, mas bateu num adversário. Depois foi a vez de Hulk e Falcao entrarem em cena para resolver o jogo! Primeiro na esquerda o brasileiro cruza tenso, o guarda-redes não agarra e oportuno Falcao aparece a encostar! Reviravolta confirmada! Depois sobre a direita, Hulk remata com força para defesa incompleta do guarda-redes e na recarga aparece Falcao a picar sobre ele a fazer o golo! Falcao! Falcao! Falcao! Que jogador impressionante! Pelo que marca, pelo que joga e pela entrega! Parabéns pelo primeiro hat-trick ao serviço do FC Porto!

Parabéns aos BRAVOS jogadores, pela atitude, pela mentalidade e pela qualidade! Parabéns também ao homem que salta a cada golo como cada um de nós! Há quem não goste de o ver saltar, irritam-se até... mas nós queremos que ele pule e salte, gesticule, esbraceje, jogue por fora (como só ele sabe) e festeje... por muitos e muitos anos!

E salta André e salta André olé, olé!
E salta André e salta André olé, olé!

Para terminar, as declarações de João Moutinho: "No FC Porto não se tira o pé. Joga-se sempre para ganhar"
Está tudo dito!

Venha o Setúbal e venha a chuva, a neve, os calhaus, os canivetes... nada e ninguém nos vai parar!

9 comentários:

  1. Somos os maiores.

    Tanta azia nas antiportistas...

    ResponderEliminar
  2. Meus amigos portistas nem tudo foi fácil algumas contrariedades iniciais, mas quem tem Falcão tem tudo, valeu pela luta no terreno, ganhou quem mereceu sem qualquer sombra de dúvida. Apenas um reparo negativo no mau entendimento que Otamendi tem com Helton, claramente e urgentemente a necessitarem de aprender a falar porto guês, seus totós.

    Cumprimentos,
    ultrasfcportomatosinhos

    ResponderEliminar
  3. Bom dia,

    Falcao foi um "El Tigre" nas neves de Viena.

    Linda vitória, exibição guerreira, épica, não pela valia do adversário, mas sim pelas adversidades do terreno do jogo.

    Gostei muito da atitude guerreira da equipa, estes rapazes merecem o apoio de todos nós portistas.

    Bravos as centenas de adeptos que se deslocaram a Viena.

    Em Viena recordamos, não só a vitória dos campeões europeus, mas também a vitória estoica dos heroís de Tóquio aquando da conquista do primeiro titulo de campeões do mundo.

    Foi uma noite de lindas recordações que faz de nós portistas os adeptos mais orgulhosos do mundo!

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Quem ganha em condições tão adversas, como estas, merece todos os elogios.

    Esta equipa mostrou a sua raça e demonstrou estar preparada, técnica, física e animicamente para actuar em todo o terreno.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Já agora podiam fazer um jogo no deserto, (relva no campeonato, piscina na taça, nave na liga Europa)

    ResponderEliminar
  6. Já dás a mão á palmatória pelo Guarin.......

    é grande e precisa de jogar.....

    depois vai ser o melhor do plantel...

    ResponderEliminar
  7. Já estou por tudo!

    Freddy Guarin, Freddy Guarin
    Freddy Freddy
    Freddy Guarin!!

    Este Porto é uma máquina!

    ResponderEliminar
  8. Aproveito para me estrear no blog, perante um jogo lindo! Pela atitude da equipa, sobretudo, após estar a perder. Pela maneira de estar no banco do treinador. Pelos jogadores que naquele estádio há alguns anos atrás escreveram uma das páginas mais bonitas da história do nosso clube. Destaque para mim para Sapunaru, Guarin, Moutinho, Hulk, Ukra (merece mais oportunidades) e o grande Falcão!!
    Com a mesma atitude e pés assentes no chão, venha o Setúbal.

    ResponderEliminar
  9. victor dragao disse...
    segunda feira todos ao dragao para apoiar a nossa equipa que ela vem precisa.

    ResponderEliminar